Boletim SAM

IR 2020 - Não deixe o leão pegar você.

Saiba tudo sobre seu imposto de renda.

QUEM DEVE DECLARAR?

- Quem obteve rendimentos acima de R$ 28.559,70 em 2019;

- Rendimentos isentos ou não tributados na fonte acima de R$ 40.000,00 (poupança, FGTS, indenizações, doações, heranças, aposentadorias e isentos são 13º salário, PLR, aplicações financeiras, prêmios de loteria);

- Receita bruta com atividade rural acima de R$ 142.798,50;

- Ganhos na venda de bens e direitos (são ganhos na venda de veículos ou imóveis);

- Operações em bolsas de valores;

- Posse ou propriedade de bens ou direitos acima de R$ 300.000,00;

- Vendeu um imóvel e comprou outro num prazo de 180 dias, usando a isenção de IR no momento da venda.

 

COMO DIMINUIR O VALOR A PAGAR OU TER DIREITO A RESTITUIÇÃO?

 

Basta seguir algumas regras previstas pela Receita federal na hora de preencher a declaração. Entre os itens que permitem deduzir imposto estão a inclusão de dependentes financeiros, os gastos com saúde e educação, planos de previdência privada e pagamento de pensão alimentícia.

O modelo de preenchimento da declaração pode ser o simplificado ou completo, ambos possuem suas vantagens e o programa informará automaticamente após o preenchimento das informações qual é o mais vantajoso.

 

QUEM POSSO DECLARAR COMO DEPENDENTE?

 

Cada dependente dá direito a um desconto de R$ 2.275,08 no cálculo do IR. Não há limite de número de dependentes que podem ser incluídos na declaração. Podem ser declarados os seguintes dependentes:

 

- Cônjuge, companheiro(a), com filhos ou conviver há mais de cinco anos. A mesma regra vale para casais homoafetivos. Lembrando que união estável só vale quando é devidamente registrada em cartório;

- Filhos até 21 anos, ou até os 24 anos se estiverem frequentando curso técnico ou curso superior. No caso de filhos incapazes, não há limite de idade, mais é preciso ter documentos que comprovem incapacidade física ou mental para o trabalho;

- Netos, bisnetos e irmãos, só podem ser seus dependentes se eles não contarem com o apoio financeiro (arrimo) dos pais e se você tiver a guarda judicial deles;

- Pais, avós e bisavós, só entram como seus dependentes se as rendas recebidas por cada um deles (aposentadoria, pensão, aluguel) em 2019 somarem até R$ 22.847,00;

- Sogros poderão ser seus dependentes se você fizer sua declaração em conjunto com o cônjuge ou companheiro(a), neste caso aplica-se também a mesma regra dos pais.

 

 

 

 

 

 

QUAIS AS DESPESAS GERAIS DEDUTÍVEIS?

 

- Gastos com educação, no limite de R$ 3.561,50 por pessoa;

- Despesas com saúde, como planos, médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas etc., sem limite de dedução;

- Pagamentos de pensão alimentícia;

- Dependentes, desconto de R$ 2.275,08 para cada.

- Profissionais autônomos, como médicos, engenheiros e advogados, podem descontar salários e encargos trabalhistas de empregados registrados, serviços prestados por terceiros que sejam essenciais à sua atividade, aluguel, água, luz, telefone, gastos com material de escritório e benfeitorias no imóvel locado para trabalho.

 

 

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

 

- Toda origem de ganhos, se for empregado trazer o informativo de ganhos fornecido pelo empregador e se for empresário apresentar o extrato de retiradas da empresa (fornecido pelo escritório de contabilidade);

- Também é necessário o informe de rendimentos fornecidos pelos bancos da conta corrente, poupança e outros investimentos;

- Herança, doações, resgate do FGTS, indenizações devem ser mencionados, para isso deve ser informado os dados do doador como nome completo e CPF;

- Recibos e notas fiscais fornecidos a clientes/pacientes quando se tratar de profissional autônomo.

- Do titular o cpf, rg, título de eleitor, comprovante de endereço, declaração de imposto de renda do ano anterior.

- Dos dependentes o nome completo, grau de parentesco, data de nascimento e CPF;

- Veículos: apresentar cópia do RENAVAM;

- Imóveis: apresentar escritura;

- Notas fiscais ou recibos com despesas médicas;

- Informe de quitação do plano de saúde do titular ou dependentes;

- Informe de quitação da instituição de ensino do titular ou dependentes.

 

DICAS IMPORTANTES

 

- Se o seu dependente recebeu algum tipo de renda em 2019, como salário ou pensão, essa renda vai engordar a base de cálculo do seu imposto. Nesse caso, recomenda-se fazer simulações, com e sem o dependente, para ver se vale a pena colocá-lo na declaração;

- Bens e investimentos que estiverem em nome dos dependentes, como uma conta de poupança ou plano de previdência devem ser declarados;

- Casais separados devem ter atenção redobrada para não acabarem juntos na malha. Os filhos só podem figurar como dependentes simultaneamente nas duas declarações no ano que ocorrer a separação do casal. Depois da separação somente uma das partes pode declará-lo como dependente.

voltar
voltar

Links Úteis